Açorda de Lagosta ou de Camarão

Partilhe com os seus amigos ...Pin on Pinterest
Pinterest
Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter

Açorda de Lagosta ou de Camarão

Ingredientes:
Para 4 pessoas
·    1 lagosta ou 500 grs de camarão
·    500 grs de pão
·    3 dentes de alho
·    3 colheres de de
·    1 dl de de
·    3 a 4 gemas de ovo
·    sal
·    pimenta
·    piripiri

Confecção:
Coze-se o na menor quantidade de água possível.
Esta água pode ser aromatizada com um ramo de , uma cenoura e um copo de branco, ou pode ainda cozer-se o marisco num caldo onde previamente se cozeu uma posta de peixe com um ramo de salsa, uma cenoura e um copo de vinho branco.
Neste caso já não se deve acrescentar caldo de peixe à açorda.
Depois do marisco cozido, retira-se da carapaça, aproveitando os corais e o recgeio das cabeças.
Reserva-se o marisco.
Pisam-se as carapaças e as cabeças e leva-se ao lume a ferver na água em que o marisco cozeu, com a panela destapada; esta fervura tem por fim concentrar o aroma do marisco.
Passa-se a água por um passador.
Alouram-se os dentes de alho no azeite e retiram-se
Introduz-se o pão previamente amolecido com a água que serviu para cozer o marisco (e que depois cozeu com as cabeças e as carapaças) e o caldo de peixe.
Deixa-se ferver mexendo com uma colher de pau, de modo a obter uma açorda macia e bem ligada.
Tempera-se com sal, pimenta e piripiri.
Juntam-se os ou a lagosta cortada em bocadinhos e retira-se a açorda imediatamente do lume.
Juntam-se as gemas, mexe-se rapidamente e enfeita-se a superfície com as patas e as antenas da lagosta ou alguns camarões maiores que se reservaram para o efeito.
Açorda de Lagosta ou de Camarão

Ingredientes:
Para 4 pessoas
·    1 lagosta ou 500 grs de camarão
·    500 grs de pão
·    3 dentes de alho
·    3 colheres de sopa de azeite
·    1 dl de caldo de peixe
·    3 a 4 gemas de ovo
·    sal
·    pimenta
·    piripiri

Confecção:
Coze-se o marisco na menor quantidade de água possível.
Esta água pode ser aromatizada com um ramo de salsa, uma cenoura e um copo de vinho branco, ou pode ainda cozer-se o marisco num caldo onde previamente se cozeu uma posta de peixe com um ramo de salsa, uma cenoura e um copo de vinho branco.
Neste caso já não se deve acrescentar caldo de peixe à açorda.
Depois do marisco cozido, retira-se da carapaça, aproveitando os corais e o recgeio das cabeças.
Reserva-se o marisco.
Pisam-se as carapaças e as cabeças e leva-se ao lume a ferver na água em que o marisco cozeu, com a panela destapada; esta fervura tem por fim concentrar o aroma do marisco.
Passa-se a água por um passador.
Alouram-se os dentes de alho no azeite e retiram-se
Introduz-se o pão previamente amolecido com a água que serviu para cozer o marisco (e que depois cozeu com as cabeças e as carapaças) e o caldo de peixe.
Deixa-se ferver mexendo com uma colher de pau, de modo a obter uma açorda macia e bem ligada.
Tempera-se com sal, pimenta e piripiri.
Juntam-se os camarões ou a lagosta cortada em bocadinhos e retira-se a açorda imediatamente do lume.
Juntam-se as gemas, mexe-se rapidamente e enfeita-se a superfície com as patas e as antenas da lagosta ou alguns camarões maiores que se reservaram para o efeito.