Receitas Tradicionais Alentejanas

Receita - Receitas Tradicionais Alentejanas

Receitas Tradicionais s


O é cheio de tradições e a cozinha é uma arte. Durante muitos séculos foram imaginadas, criadas e confeccionadas receitas que foram transmiti-das ao longo de várias gerações.


Noutros tempos a das famílias estava limitada ao que era cultivado, para além de que o trabalho exigia muito esforço físico e as refeições tinham alto valor calórico. Com o passar dos anos e com a mudança de hábitos da sociedade as necessidades nutricionais foram-se alterando, daí que podemos e devemos manter a nossa tradição, embora tenhamos de fazer algumas modificações, quer a nível da confecção de alguns pratos tradicionais, quer a nível da frequência com que os consumimos (não mais do que duas vezes por mês).

 


No âmbito do Encontro de Saúde do
“Da dispersão geográfica à qualidade dos cuidados”, da responsabilidade da Administração Regional de Saúde do , IP, foi proposto ao Núcleo Regional do da Plataforma Contra a Obesidade (NRAPCO) que elaborasse um livro de receitas tradicionais s e apresentasse sugestões que pudessem tornar estes manjares mais saudáveis, uma vez que a maioria destes pratos tem alto valor calórico e alguns são desprovidos de produtos hortícolas.
De modo a reunir o que de melhor há na gastronomia e com o apoio dos colaboradores NRAPCO de toda a Região , seleccionaram-se algumas receitas tradicionais.


A prática de uma saudável está indicada para todos os que valorizam a saúde. Se a for correcta, constitui um pilar fundamental na prevenção e controlo de algumas patologias, como é o caso da obesidade, diabetes tipo 2, hipertensão arterial e doenças cardiovasculares.


Uma pobre em açúcares, rica em fibras e produtos hortícolas, com pouco sal e com poucas gorduras é extremamente importante para quem quer ter um estilo de vida saudável.
Comer de forma saudável é, não só diversificar o método de confecção, mas também respeitar tradições gastronómicas da região e outras características físicas e sociais da população. Deve ter-se sempre em consideração, por um lado as necessidades nutricionais dos indivíduos aos quais se destina e por outro as especificidades de cada alimento.


É de extrema importância que todos os
nutrientes sejam fornecidos com equilíbrio. Regra geral, metade do nosso prato deve conter produtos hortícolas, um quarto deve conter cereais e derivados, tubérculos e o outro quarto do prato deve ser composto por carne, pescado ou ovo. Esta é uma regra de alimentação saudável essencial e que podemos perfeitamente cumprir consumindo receitas tradicionais, mesmo que estas sofram pequenas alterações.

Vinho Alentejano


CONSELHOS PARA TORNAR AS
RECEITAS MAIS SAUDÁVEIS


Quando a receita não contém produtos hortícolas pode acompanhar com salada ou legumes cozidos;

Evite os refogados e os guisados, opte por colocar todos os alimentos em cru ao mesmo tempo;

Prefira as receitas em que os alimentos são cozidos, grelhados ou estufados;

Utilize ervas aromáticas e diminua a quantidade de sal utilizada;

Retire as gorduras visíveis à carne e a pele das aves e do peixe;

Opte sempre por consumir carnes magras;

Diminua as quantidades de gordura que adiciona aos alimentos quando tempera e quando cozinha;

Em vez de utilizar a gordura de confecção das carnes, deve usar o azeite;

Prepare marinadas (vinho branco, ervas aromáticas, etc.) para que os alimentos fiquem mais saborosos;

Para a confecção de sopas e outros cozinhados evite o uso de caldos concentrados.

Receitas


alentejano

Receitas, Receitas Portuguesas

receitas-culinaria.pt abraça e apoia estas duas causas, Abrace também estas causas!

free vector